sempre cabe mais um… um lugar, um bom amigo, uma nova cor…

A Primavera dos dias

Querido setembro,

 

Desculpe o mau jeito,

Mas vou logo avisando:

É bom que não me enganes.

 

Teu prenúncio me comove.

Vou, sem dar-me conta,

Abrindo as janelas,

Lavando os lençóis

Adicionando temperos,

Pondo descalços os pés.

Vou imitando teus botões que,

Quase felizes, preparam-se

Para a Primavera dos dias

Quando, finalmente,

Passeiam pelas ruas

Suas cores perfumadas.

 

Setembro, tu que todo ano vens me dizer

Que a primavera só se faz tão bela

Porque precedida por um rigoroso inverno…

És tu mesmo, florindo o Jacarandá da minha janela?

Anúncios

Uma resposta

  1. Beto Tagliani

    Sou suspeito, mas….. lindo!

    18/09/2014 às 09:34

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s