sempre cabe mais um… um lugar, um bom amigo, uma nova cor…

Arquivo para maio, 2018

Teu colo

O mundo inteiro desabando

O meu não é diferente.

O país todo ebulindo

E meu coração apertado,
te chama.

 

Por mil vezes calaste

Só pra não ver minha resistência

Pra de novo me deixar

Trilhar meus próprios caminhos

Autora dos meus passos

 

Quando de manso te grito

Socorro

Sutil é o tom que percebes

Minha súplica

Me tira desse abismo

 

E mais uma vez teu colo

E uma vez mais teu amor

E para sempre tua acolhida

Forte e doce, me sustenta.

 

Se tudo o que fiz te contenta

Não é porque em tudo acertei

É porque foi pra isso o teu trabalho

Pra que eu fizesse o que fosse

Desde que meu, desde que verdade

Desde que justo, desde que coragem.

 

E mais uma vez teu colo

E uma vez mais teu amor

E para sempre tua acolhida

Forte e doce, me sustenta.

 

Pra dizer que eu vá, que eu siga

Mesmo que desista,

Porque há vida

Em tudo quanto é coisa

Que se escolha.

 

E eu escolho lutar. Sempre

Porque foi assim que teu colo me ensinou.

 

Com amor, pra Maior Mãe do Mundo,
Curumim.

Anúncios